0

Data-base 2014: Após ato público, jornalistas das ORM farão assembleia nesta terça-feira, 19

Posted by Administrator on 18 de agosto de 2014 in ULTÍMAS NOTICIAS |

O Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA) convoca os trabalhadores das Organizações Rômulo Maiorana para a assembleia deliberativa que será realizada nesta terça-feira, 19, às 12h, na sede da entidade (Rua Diogo Móia, 986, entre as travessas 14 de Março e Alcindo Cacela). Com o apoio do Sinjor-PA, os jornalistas das ORM realizaram, na última quinta-feira, 14, duas manifestações históricas em frente à sede do jornal O Liberal, ao meio dia e às 18 horas, em protesto contra a proposta rebaixada da empresa, que não atende os anseios da categoria.

 

O objetivo é pressionar a empresa para um acordo que contemple todos os itens da pauta de reivindicações, enviada pelo Sindicato no início de maio. Dentre os sete pontos prioritários estão: aumento real, contratação de mão de obra e o auxilio alimentação de R$ 400.  A primeira reunião de negociação foi realizada no dia 10 de julho entre representantes dos trabalhadores e da empresa. “Na ocasião, a empresa pediu mais 15 dias para apresentar a contraproposta, que só chegou no dia 12 de agosto, quase um mês depois”, ressaltou a diretora do Sinjor-PA, Enize Vidigal.

Na semana passada, minutos antes da assembleia do dia 12, a empresa enviou ao Sindicato uma contraproposta rebaixada, que propõe reajuste salarial de apenas 0,19% nos salários, além do índice da inflação de 5,81%. O percentual está distante dos 10% inicialmente pleiteados pelos trabalhadores, no qual se inclui o índice inflacionário.  Sobre o auxílio-alimentação, que é uma necessidade do trabalhador, que quase sempre passa do horário, a empresa não se pronunciou. Nem tampouco  sobre o aumento do quadro de jornalistas, para diminuir a demanda o que vem sobrecarregando as equipes de reportagens. “Estamos há 14 anos sem ganho real e a empresa nos apresenta proposta de 0,19%, o que não chega a R$ 5,00 no piso do Repórter A. Sabemos que as ORM têm condições de elevar esse percentual”, avaliou a diretora Jeniffer Galvão.

Para a presidenta do Sinjor, Sheila Faro, a contraproposta apresentada pelas ORM significa um desrespeito com os trabalhadores, visto que o reajuste de 0,19% não faz nenhuma diferença nos salários. “É uma proposta vergonhosa. Não chega perto do que os trabalhadores reivindicam. A população precisa saber a real condição de trabalho dos jornalistas, principalmente do interior do Estado, que também sofrem com as precárias condições de trabalho, além do baixo salário. Precisamos fazer com que a patronal olhe para os jornalistas com mais respeito. Nosso propósito é dialogar para avançarmos nas negociações”, afirmou Faro.  

Por causa da demora na resposta das ORM, os jornalistas haviam decidido fazer uma paralisação no dia 14/08, mas devido ao envio da proposta indecente, optaram pelo ato público para mostrarem insatisfação. “A manifestação foi histórica. Em mais de 20 de jornal, eu nunca havia participado de um momento desses. A maioria dos trabalhadores vestiu preto na redação em apoio às reivindicações da categoria”, relatou o jornalista do jornal O Liberal, Dilson Pimentel, que também é diretor do Sinjor-PA. 

Na assembleia de terça-feira, 19, os trabalhadores vão deliberar sobre a proposta da empresa e votar um calendário de manifestações para conquistar avanços no Acordo Coletivo de Trabalho. Participe. Só quem luta, conquista!

  PONTOS PRIORITÁRIOS

1 – Reajuste salarial incluindo a inflação do período e aumento real, totalizando 10% (dez por cento) sobre pisos salariais estabelecidos no ACT em vigor e demais salários da categoria dos jornalistas vinculados às ORM; ATENDIDO PARCIAMENTE

2 – Auxílio-alimentação, sem caráter remuneratório, no valor mensal de R$ 400,00; SEM RESPOSTA

3 – Isonomia salarial entre jornalistas da capital e do interior do Estado; SEM RESPOSTA

4 – Readequação do banco de horas extras para o prazo máximo de 3 (três) meses para compensação ou pagamento do valor correspondente às horas praticadas; ATENDIDO PARCIALMENTE

5 – Estabelecimento de piso salarial para jornalistas que exerçam a função de editores e redatores; ATENDIDO PARCIALMENTE

6 – Aumento do quadro de jornalistas, visto que foram feitas várias demissões e os postos de trabalho não foram recompostos, o que vem sobrecarregando as equipes de reportagens; SEM RESPOSTA

7 – Fornecimento de cópia do ponto mensal a cada um dos trabalhadores até o 5º dia útil subsequente ao mês trabalhado. ATENDIDO 

Fotos: Roberta Vilanova

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013-2018 Sinjorpa All rights reserved.
This site is using the Desk Mess Mirrored theme, v2.5, from BuyNowShop.com.