0

NOTA DE REPÚDIO-16.04.15

Posted by Administrator on 16 de abril de 2015 in NOTAS OFICIAIS |

NOTA DE REPÚDIO

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e o Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor-PA)  vêm a público repudiar veementemente a agressão sofrida por jornalistas no exercício da profissão, durante a cobertura do protesto realizado por servidores públicos da Educação em greve, na manhã desta quinta-feira, 16, em Belém.

Durante a cobertura jornalística, participantes da manifestação agrediram fisicamente o repórter cinematográfico da TV Liberal, Natanael Rodrigues, com tapas e socos na costela, assim como o motoqueiro da emissora, Robson Aiwo, que foi apanhar o cartão de memória com as imagens da manifestação. O repórter a TV Record, André França, também foi agredido com um tapa na nuca e teve a camisa rasgada. Agressões essas que tiveram as imagens devidamente registradas, servindo de prova a futura ação judicial, se for o caso.

Enquanto entidade de classe, Sinjor-PA e Fenaj reiteram a inadmissibilidade de qualquer tipo de agressão ao jornalista no exercício da profissão, por considerar uma afronta à Liberdade de Imprensa e à Democracia Nacional, duramente conquistados pela população brasileira.

Bem como, contestam a incoerência de pessoas que, no gozo do pleno exercício de manifestação e de greve, mancham a história de lutas do trabalhador brasileiro ao agredir outros trabalhadores também em pleno gozo de seus direitos constitucionais.

É preocupante os reiterados casos de violência contra jornalistas na cobertura de manifestações públicas, já que esses eventos representam pautas relevantes para o registro jornalístico cotidiano, especialmente, as repetidas agressões ocorridas em atos públicos organizados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp) na cidade de Belém. Não se deve esquecer do exemplo emblemático do repórter cinematográfico Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, assassinado com um disparo de rojão, na cobertura de um protesto, no Rio de Janeiro, em seis de fevereiro do ano passado, a fim de que atos contaminados pela irracionalidade, covardia e irresponsabilidade não se repitam.

Em razão do exposto, a Fenaj e o Sinjor-PA vão solicitar reunião com a Direção do Sintepp a fim de garantir a liberdade a todos os trabalhadores, seja no exercício da greve ou da profissão, mediante a preservação da integridade física de todos, sob pena de banalização desse tipo de violência e admissão de que jornalistas mereçam apanhar por serem jornalistas.

 

FENAJ E SINJOR-PA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013-2018 Sinjorpa All rights reserved.
This site is using the Desk Mess Mirrored theme, v2.5, from BuyNowShop.com.